Olá, queridos!!!
Espero que estejam bem 🙂

Em dias como os que estamos vivendo, em que “tudo é pra ontem”, uma correria doida, tantos compromissos, afazeres, aquela sensação de que o tempo está voando e que está cada vez mais escasso, poucas são as vezes em que paramos para uma reflexão, inclusive sobre nossas atitudes, não é mesmo?

Já contei a vocês aqui, um pouco sobre mim, incluindo que trabalho como Psicóloga em um hospital.

Trabalhar em um hospital é uma experiência que, no mínimo, deveria levar as pessoas a refletirem sobre a vida, a morte e a brevidade do tempo.

Sobre a vida:
_O que tenho feito com minha existência? Que rumo tenho dado a ela?
_Sei qual a minha missão nessa Terra, por que estou aqui?
_Será que estou vivendo da melhor forma que poderia, buscando melhorar pessoal, profissional e espiritualmente ou durmo e acordo da mesma forma todos os dias?
_Como venho tratando as pessoas que são tão caras pra mim: família, cônjuge, amigos?
_Que diferença tenho feito no mundo, através da minha vida?

Sobre a morte:
_Será que, quando ela [morte] chegar, me encontrará em condições de partir?
_Estarei com a consciência tranquila por ter oferecido o meu melhor aos que partilharam a vida comigo e em paz por não estar em dívida com alguém?
_Estarei cheio de arrependimento e culpa por não ter vivido da forma como gostaria, por ter gasto meu tempo com coisas e pessoas que não acrescentaram em nada, em vãs competições, mesquinharias, invejas, vícios ou acumulando bens materiais que não partirão comigo?
_Como quero estar quando a morte chegar?
_Que legado deixarei quando eu partir?

Sobre a brevidade do tempo:
_Tenho consciência do quão curta é a expectativa de vida do ser humano nessa Terra?
_Estou vivendo as horas do meu dia no mundo real ou virtual?
_Está valendo a pena o investimento que tenho feito do meu tempo, colho bons frutos com isso?
_Será que estou sendo escravo da “filosofia do amanhã”? – hoje estou muito ocupado e sem tempo, então amanhã eu ligo para o meu pai, amanhã eu visito a minha mãe, amanhã peço perdão ao meu irmão, amanhã eu digo a ela que estou apaixonado, amanhã eu brinco com meu filho, amanhã agradeço pela ajuda, amanhã leio aquelas mensagens e vejo do que se trata…, amanhã, amanhã, amanhã

E se não houver amanhã para mim ou para a outra pessoa???

Não sabemos o que acontecerá amanhã…, a nossa vida é como um sopro…

Por mais que tenhamos projetos e sonhos, todos nós só temos a certeza do momento presente, do tempo que se chama Hoje, então, é nele que temos que viver em toda a sua plenitude.

Trabalhando em um hospital e observando a luta pela sobrevivência, desde bebês no ventre até pessoas em idade avançada, só confirmo o que já pensava, porém com muito mais intensidade:
• que cada momento de vida deve ser celebrado;
• que somente palavras de gratidão deveriam sair de nossa boca e nunca de reclamação;
• que a beleza da simplicidade deve ser apreciada;
• que o tempo não deve ser desperdiçado com coisas ou pessoas que não nos acrescentam nada;
• que se deve valorizar as pessoas e as coisas que temos conosco e não aquilo que nos falta.

Gostaria de encorajá-lo, querido leitor, a tirar um tempinho do seu dia para refletir sobre como tem levado a sua vida: nunca é tarde demais para isso!!!

Enquanto há vida, há sempre uma esperança e uma possibilidade de sermos melhores e de fazermos melhor do que ontem!!!

Caso exista alguém a quem você precise pedir desculpas ou perdão, não perca mais tempo: seja o primeiro a dar o primeiro passo rumo à reconciliação – isto não é sinal de fraqueza, mas de maturidade..

Invista o seu tempo em projetos saudáveis, em coisas que edificam a sua alma, a sua pessoa…, cuide melhor de si e dos que estão à sua volta: o tempo voa, a vida passa muito rápido…

Aproveite este presente que você ganhou, que é a sua preciosa vida, da melhor forma possível para que, ao final dela, não colha somente arrependimentos…

Deus abençoe!!!

Compartilhe com quem você ama, deixe seus comentários!!!

 

Compartilhe:

 

Tags:

, , , , ,